Capa do álbum Big Whiskey & The GrooGrux King

Big Whiskey & The GrooGrux King é o sétimo álbum de estúdio da Dave Matthews Band. Ele foi lançado pela RCA Records em 06/02/2009.

Este é o primeiro álbum lançado após a morte de LeRoi Moore. As gravações começaram no final de 2007 no estúdio Hauted Hollow em Charlottesville, VA e em fevereiro de 2008, a produção mudou-se para o Studio Litho em Seattle, WA. Em 30/06/2008 LeRoi sofreu seu acidente de triciclo e acabou falecendo em 19/08/2008. A banda retomou os trabalhos no álbum e entre outubro e dezembro de 2008 foram para o Studio X, também em Seattle. A produção foi concluída no Piety Street Studio em Nova Orleans, LA.

Participa do álbum Tim Reynolds, tocando guitarras e violão (marcando seu retorno ao estúdio com a DMB desde o Before These Crowded Streets em 1998); Rashawn Ross, tocando trompete, estréia no estúdio com a banda apesar das participações regulares ao vivo desde 2006; e Jeff Coffin, no saxofone, que vinha ajudando a substituir LeRoi Moore desde junho de 2008. É o primeiro álbum produzido por Rob Cavallo.

Detalhes

Artista:
Dave Matthews Band
Classificação:
Estúdio
Produção:
Rob Cavallo
Gravadora:
RCA
Lançamento:
02/06/2009

As últimas duas músicas, Write a Song e Corn Bread, estão presentes apenas na versão européia do álbum.

Big Whiskey & The GrooGrux King estreiou no número um da parada da Billboard 200, tendo vendido 424.000 cópias na primeira semana de lançamento. Seis meses após o lançamento o álbum fora nomeado a dois prêmios Grammy de Melhor Álbum de Rock e Álbum do Ano, mas não venceu em nenhuma das categorias.

As origens do nome do álbum são duas: “big whiskey” surgiu de um encontro aleatório com um bêbado nas ruas de Nova Orleans durante uma sessão de fotos. Ele mendigava por dinheiro, dizendo que queria comprar “a big whiskey” (um whiskão). Ele ganhou $ 20 da banda e foi embora celebrando. Rashawn Ross sugeriu que o termo fosse usado no título do álbum e Dave Matthews concordou. Já GrooGrux, segundo Carter Beauford, era um apelido para LeRoi Moore, para ele mesmo, para Tim Reynolds e um antigo colaborador chamado Tim Wicks. Era uma palavra que inventaram para descrever a vibe e energia dos seus “ritmos maneiros”.

Ainda não há comentários nesta página. Clique aqui para começar a discussão.