Deed is Done fala sobre o ódio que um pai tem por Deus por causa da morte de sua filha. O pai havia rezado para que Deus salvasse sua criança, mas suas preces não foram atendidas e ela morreu de câncer. O pai acredita que a morte da criança é um fato passado que parece não ter importância alguma para Deus.

Nesta música, Dave Matthews transmite ódio, e possivelmente noções de descrença em Deus. Sinais de descrença em Deus também poderiam ser interpretados na canção Spoon, mas fora isso, Deed is Done é única em termos de seu significado. Contrariando outras de suas próprias músicas, como The Last Stop por exemplo, que mostram forte fé em Deus, está é uma música que é totalmente contra o “poder superior”.

Deed is Done foi gravada no outono (americano) de 1995 para o álbum Crash mas não foi “testada” em turnê. Ela e outras três canções (Help Myself, Little Thing e True Reflections) não entraram na seleção final do CD. A música então estreou ao vivo no dia 24/09/1995, num show acústico de Dave e Tim Reynolds no Dartmouth College em New Hampshire, e apesar de só ter sido tocada algumas vezes por toda a banda, continuou a ser incorporada aos shows acústicos da dupla.

O “riff” de Deed is Done pode ser ouvido perto do final do “jam” de trinta segundos que segue a música Pig no álbum Before These Crowded Streets, lançado em 1998. Esse foi um ano em que Dave e Tim não fizeram turnê e portanto Deed is Done parecia estar desaparecendo. Felizmente a música ressurgiu com o lançamento de Live at Luther College em Janeiro de 1999 e desde então foi tocada várias vezes nos shows acústicos de Dave e Tim.

Criação
N/D
1ª Performance
Duração Média
3:49 min
Menor Duração
2:48 min
Maior Duração
4:51 min
Aparece em
2 álbuns

Etiquetas:

Original

Letras

Oh, então estou rezando a noite toda
E acordo rezando o dia todo
Eu rezo para você, e ouça meu pedido

Eu peço que você salve este bebê
Oh, olhe para a menina
Horrível por dentro, é devorada por câncer
É privada da vida
E se é por quem?
Poderia ser você?
Eu não vejo necessidade para você
Da sabedoria de um bebê

Oh, Deus, a menina, toda amarelada
As bochechas estão inchadas
E a alma queimada
Oh, mas a menina, a menina se foi
E o trato está feito
Oh, precisa ser errado

Oh e eu rezo
Minha prece não é ouvida
Poderia ser a sua morte
Morto para as palavras dos mortais?

Oh, e veja sua dor
Sugando e sugando
Poderia você ser surdo, e cego
Meu amigo?
Oh, então nós esperamos
Você não se consegue ouvir?
Você não consegue ver?
E se com palavras
Você pudesse mudar
O modo como as coisas estão
Certamente você estaria falando, falando
Nenhuma mudança

Oh, mas a menina
Surda, muda e cega
Pelo câncer queimando por dentro
Oh, mas o trato está feito
E a menina se foi
Eu não vejo fé
Que eu tenha ganho

Bom, você pode encontrar sua religião
Você pode encontrar sua atração
Você pode ir embora
Para mim a menina se foi

Oh, você pode achar que é fiel
Você pode descobrir a reação
Mas para mim, o bebê se foi
O bebê…
Hey… hey…

Tradução por:
Nathalie Colas

Aparece em:

Capa para Live at Luther College

Live at Luther College

Capa para Live Trax Vol. 18: GTE Virginia Beach Amphitheater

Live Trax Vol. 18: GTE Virginia Beach Amphitheater

Ainda não há comentários nesta página. Clique aqui para começar a discussão.